Edículas vernáculas

Elementos da construção · Atividade I

2 minuto(s) de leitura

Ementa

Os sistemas construtivos tradicionais de todos os povos do mundo usam materiais predominantemente locais, pouco processados, e saberes empíricos lentamente refinados, privilegiando estruturas portantes à compressão. Esse processo resulta em arquiteturas com marcada identidade local. Dentro de uma ampla gama de variações regionais e culturais, a construção tradicional converge para certos padrões universais que respondem a necessidades de durabilidade, conforto ambiental e funcional, e estética. Além disso, preservar os conhecimentos construtivos tradicionais é especialmente relevante numa perspectiva de justiça social e ambiental, fomentando cadeias locais de técnicos qualificados e promovendo um processo produtivo ecológico e autogestionado. Nesse espírito, começaremos nossos estudos de arquitetura tradicional com a seguinte proposta:

Construir uma edícula de planta centralizada, simétrica, com um único ambiente interno, consoante os princípios universais da construção tradicional.

Objetivo

Manipular componentes construtivos tradicionais em estruturas arquitravadas e naquelas murárias–arqueadas, bem como a lógica intrínseca aos detalhes construtivos de origem vernácula.

Produto

Conteúdo

Uma edícula (pequena construção) de planta centralizada, feita com paredes portantes em alvenaria e uma cobertura plana, com um único ambiente interno.

  • No piso do ambiente único da edícula deve ser possível inscrever um círculo com 2,5 metros de diâmetro, o qual deve tocar a estrutura da edícula em quatro pontos equidistantes;
  • A edícula pode ter uma, duas ou quatro aberturas para acesso, bem proporcionadas e detalhadas;
  • A estrutura das paredes deve ser em alvenaria estrutural feita com qualquer alvenaria de blocos tradicional, tendo uma espessura de 45 centímetros no seu ponto mais estreito, revestimentos incluídos;
  • A cobertura será um terraço plano com estrutura em madeira revestida externamente com um contrapiso, condizente com o restante da construção.
  • O piso interior deve ser diferenciado do chão exterior em nível e em revestimento;
  • A edícula deve ter uma decoração simples, baseada no detalhamento construtivo tradicional adequado aos sistemas construtivos escolhidos.

Apresentação

Uma maquete física em escala 1:20 mostrando todos os elementos construtivos da edícula, inclusive por trás dos revestimentos. Enviar fotografias e/ou vídeos da maquete mostrando todos os ângulos relevantes para as exigências deste trabalho:

  • No mínimo metade da superfície interior e exterior das paredes deve estar visível, considerando o conjunto das vistas;
  • Mostrar a face externa (telhado ou terraço) e a interna (teto) da cobertura.

Considerando as acomodações previstas no plano de ensino, a maquete física poderá ser substituída por:

  • Desenhos técnicos na escala 1:20, em projeções ortográficas (planta, corte, elevação) ou em diagramas isométricos equivalentes; ou
  • Uma maquete eletrônica postada numa plataforma de hospedagem de modelos 3D como o Sketchfab (submeter o link na entrega do trabalho), ou carregar imagens e vídeos da maquete junto com o arquivo da modelagem.
As texturas da maquete eletrônica, assim como o acabamento da maquete física ou a arte-final dos desenhos técnicos, devem representar com exatidão as juntas e montagens dos componentes construtivos. Se não souber como mapear texturas numa maquete eletrônica para atingir essa visualização correta, não faça maquete eletrônica!

Critérios de avaliação

Critério Valor
Aplicação correta dos elementos da construção tradicional 10
Precisão e clareza na execução do produto 5
Uso correto, elegante e eficaz da base, legendas e escalas gráficas 5
Total 20

Você também deve atender ao seguinte:

Referências

Pesquisa de conteúdo

As referências indicadas abaixo devem ser usadas como ponto de partida para uma pesquisa mais aprofundada.

Atualizado em: